Cachorro sobrevive a queda de mais de 90 metros em cachoeira 

Por
22/04/2021
Cachorro sobrevive a queda de mais de 90 metros em cachoeira 
COMPARTILHE

Essa é a história de Louis, um Springer Spaniel de 15 meses de idade. O caso foi registrado na Escócia e, sem dúvida, aterrorizou os donos. No relato, em resumo, o cachorro sobrevive a uma queda de mais de 90 metros. 

Os tutores do animal, Helen e David McKean chagaram a ficar 45 minutos vivendo a certeza de que o cão havia morrido. Tudo aconteceu na cachoeira Grey Mares Tail, em Dumfries. 

Helen e David passeavam com Luis, portanto, quando ele caiu na cachoeira. Enfim, o grupo Mountain Rescue foi acionada. Trata-se, em suma, de uma equipe especializada em resgates na região. 

Cachorro sobrevive a queda de mais de 90 metros

(SWNS)

Lá embaixo, enfim, os socorristas confirmaram que ele ainda estava vivo. O animal estava abalado, mas não corria risco de morrer. Sendo assim, foi necessário aguardar o resgate, que levou cinco horas para ser realizado com segurança. 

Quando viram o animal desaparecer no precipício da cachoeira, certamente, o casal achou que não o veriam mais. Em primeiro lugar, a esperança não foi abandonada. Mas os corações ficaram apertados. 

Cachorro sobrevive a queda em cachoeira 

Quando David correu para a borda e olhou para baixo, quase entrou em pânico devido á altura. Tratava-se, portanto, de uma queda de 300 pés. Ou seja, mais de 90 metros de altura. 

Um cachorro não resistiria a algo tão difícil, ainda mais um filhote. Sobretudo, os donos se desesperaram, imaginando que era o fim. O resgate, preparado para o trabalho na região, Imediatamente foi ao auxílio.

Cachorro sobrevive a queda em cachoeira

(SWNS)

Certamente, os profissionais saberiam o que fazer e, de fato, souberam. O grupo, em resumo, especializou-se em salvar pessoas nas montanhas. Mas usar as habilidades para ajudar um cachorro não seria problema.  

Os resgatistas da Montanha Moffat colocaram as mãos em ação imediatamente. Especialistas, cordas, equipamentos diversos e muita força de vontade foram empregados na ação.  

Assim que ficou em segurança, após ser içado em uma mochila de resgate, Louis correu para comer. Ele tinha ferimentos leves, ou seja, não precisaria de atendimento. Enfim, a primeira coisa que fez foi comer algo ao lado dos donos. 

Mais curiosidades: 

Cachorro com maior rabo do mundo ganha certificado de recorde mundial 

Enfermeira psiquiátrica deixou emprego para criar um café com gatos 

Curiosidades sobre dinossauros: 10 fatos incríveis e divertidos 

COMPARTILHE
Redator e Analista.
Está matéria tem 0 comentários. Seja o primeiro!

Fale o que Você Pensa

*
*