Israel é o primeiro país a proibir o comércio de pele de animais para moda 

Israel é o primeiro país a proibir o comércio

O uso de pele e carne de animais era algo necessário à humanidade, para nutrição e para nos aquecermos no frio. Agora, que isso pode ser feito de outras formas, o uso de peles não se torna algo meramente cruel? Esse é um pensamento que tem sido discutido pelo mundo. Por exemplo, Israel é o primeiro país a proibir o comércio de pele de animais para fins de moda. 

O banimento ocorreu seguindo um decreto ministerial. O anúncio foi feito pelo Ministério do Meio Ambiente. No anúncio oficial, é descrito que: 

“Comércio de peles, importação e exportação, será proibido, exceto quando para pesquisa, ensino e algumas tradições religiosas”. Ainda segundo o ministério, a medida deve entrar em vigor em seis meses. 

Judeus ultraortodoxos que usam o chapéu Schtreimel, por exemplo, não serão afetados.  

Sofrimento animal

uso de pele de animais
(Alexander Jawfox)

Segundo a ministra do Meio Ambiente, Gila Gamliel, no comunicado: “A indústria do comércio de peles causa sofrimentos inimagináveis aos animais e este decreto vai transformar o mercado da moda israelense, aprimorando-o no campo do respeito à natureza”. 

Israel já tinha proibido, em 1976, a criação de animais para obtenção de peles. Outros países deram passos nessa direção, mas nenhum chegou a banir completamente a prática, até então.  

Algumas cidades pelo mundo já praticam o banimento total da prática, como as do estado americano da Califórnia e São Paulo, no Brasil. 

Mais curiosidades; 

Sonhar com cachorro: Os significados por trás dos sonhos com cachorros 

Avó falecida aparece em foto de neta e família fica aterrorizada 

Rinoceronte de 20 mil anos foi encontrado congelado e 80% intacto 

Recomendamos para você



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *