Lockdown: o que é e como pode afetar a sua vida

saiba o que é lockdown

Com o avanço da Covid-19, termos antes desconhecidos se tornam populares. Lockdown é um deles. Mas nem todo mudo entende o que exatamente é isso. Sem dúvida, essa é umas das medidas mais rígidas de combate ao avanço do novo coronavírus. Como o lockdown funciona, e como ele pode afetar a sua vida? 

o que é lockdown

Em suma, estamos falando de medidas que devem ser colocadas em ação quando outros não funcionam. O isolamento social, restrições de funcionamento do comércio e uso de máscaras, por exemplo, ajudam a diminuir a propagação. Mas, quando nem isso funciona, entra em cena o lockdown. 

Lockdown e suas aplicações 

lockdown fique em casa

Em resumo, o lockdown é o bloqueio total nas ações comuns de uma cidade, por exemplo. As lojas, shoppings e bares devem ficar fechados. As pessoas precisam ser limitar às suas casas e ocorrem, inclusive, toques de recolher. Entradas e saídas são monitoradas e o acesso é reduzido. A circulação e áreas púbicas também é limitada. 

O objetivo, portanto, é desacelerar o avanço da doença. O morador só deve sair para necessidades essenciais, que envolvem alimentação e saúde. Em suma, só estabelecimentos essenciais se mantém abertos, como mercados, farmácias e, claro, hospitais. 

Quando um lockdown acontece? 

isolamento social

Quando medidas de isolamento não são suficientes para conter o avanço da doença, o que antes era recomendação passa a ser obrigatoriedade. No memento em que um lockdown é imposto, o descumprimento leva a punições, que vão de multas até prisão, dependendo do caso.  

O isolamento social, por outro lado, é algo recomendado. Portanto, não é obrigatório. Já o uso de máscaras é uma regra na maioria dos países que levam a sério o combate ao coronavírus. O lockdown, em conclusão, é uma ferramenta usada quando outros métodos falharam.  

Mais curiosidades: 

Curiosidades do mundo: 10 fatos mais curiosos do mundo 

Sonhar com cachorro: Os significados por trás dos sonhos com cachorros 

Epidemia e pandemia: Entenda a diferença 

Recomendamos para você



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *