Golden retriever de três patas ganha prótese para poder brincar 

Por 21/03/2021
Golden retriever de três patas ganha prótese para poder brincar 
COMPARTILHE Curiosidades no Whats

Os cães vivem para ser felizes. Eles brincam, correm e parecem estar sempre sorrindo. Há uma raça, em especial, que parece estar sempre com um sorriso no rosto. Sendo assim, quando algum problema acaba limitando esses bichinhos, vale a pena tentar resolver. Uma golden retriever de três patas, chamada Frankie recebeu algo incrível. 

Esse cãozinho amável ganhou o presente quando tinha dois anos de idade. Ela nasceu com o cordão umbilical enrolado na pata, causando problemas de circulação. A bebê perdeu a patinha por conta disso, mas não desistiram dela. Frakie era pequena e fraca. A menor de sua ninhada. 

Golden retriever de três patas filhote

Frankie quando nasceu (Mercury Press & Media)

Os problemas com o cordão umbilical e a perda da pata, certamente, influíram no ganho de peso. A pequena guerreira não conseguira alcançar um peso que fosse seguro. Talvez não fosse conseguir, só que essa opção jamais foi tida como certa. As coisas se tornaram animadoras por causa de um casal canadense. 

Talvez os problemas de saúde de Frankie dificultassem que ela achasse um lar. Sendo assim, como estava mal, deixá-la partir seria uma das medidas para que não sofresse mais. Mas Joey Bennet e Jodie Reid, de Ontário, no Canadá, ficaram sabendo sobre Frankie. Se ela sobrevivesse, já tinha um lar garantido. 

Golden retriever de três patas ganha uma perna mecânica

prótese para cachorros

(Mercury Press & Media)

Desafiando as probabilidades, Frankie não só sobreviveu, como mostrou que poderia ter uma vida normal. Os desafios haviam ficado para trás. No horizonte da linda cadela, apenas alegria e uma família disposta a tudo por ela. Uma casa espaçosa, com gramado para brincar esperava por ela.  

Ainda havia um detalhe a ser resolvido: a cadela precisava de uma prótese. Para se divertir com os novos irmãos e papais, certamente, poderia ter uma ajudinha. Ela seria feliz e amada de qualquer jeito. Por outro lado, se as coisas pudessem melhorar, que melhorassem então. 

“Ela demorou um pouco para se acostumar ao membro biônico, porque os músculos não se desenvolveram adequadamente. Mas agora ela pode fazer qualquer coisa que outros cães podem fazer com descanso suficiente para seu ombro”, disse Joey Bennet ao Metro.  

A caminhada de Frankie tinha ficado ainda mais alegre. Como ela viveu um tempo sem a pata, a musculatura do ombro não se desenvolveu. Mas isso era questão de tempo, paciência e treino. Com o membro biônico, ela poderá se acostumar novamente a exercitar o ombro. 

Nova vida 

Golden retriever de três patas prótese

(Mercury Press & Media)

Com a prótese, em síntese, Frankie pode correr e ter uma qualidade de vida melhor. Ela seria feliz e brincaria também como estava, mas a novidade a animou. A golden retriever passou por um período de adaptação e terapia. Afinal, mesmo se tratando de algo bom, é uma novidade para ela. 

Depois de entender a função do objeto e exercitar o uso dele, a cadela ficou pronta para tudo. Já tinha passado por muita coisa na vida. Sobreviveu a um parto complicado e venceu barreiras que a impediriam de viver. A adaptação à prótese seria muito mais tranquila. 

As batalhas de Frankie e da família atraíram pessoas nas redes sociais. As novas etapas eram acompanhadas como uma novela. Nesse caso, todos já sabiam do final feliz muito antes da conclusão. A cada corrida e salto que Frankie se arrisca a tentar, muita gente vibra.  

Há outros cães na casa e o casal não tem filhos. O procedimento foi caro, trabalhoso e cansativo. Porém, segundo os donos, valeu cada minuto e centavo. Afirmaram que os cachorros que adotaram são tudo para eles. Sem dúvida, há pessoas batendo palmas para eles em todo o mundo. 

Prótese canina de alta qualidade 

Golden retriever de três patas ganha perna mecânica

(Mercury Press & Media)

O modelo de Frankie foi desenvolvido para ela, pois uma cadela grande precisava de um encaixe perfeito. Nasceu pequenina e fraca, mas cresceu grande, saudável e linda. Cada detalhe da fabricação levou em consideração peso, agilidade e preferências da cadela. 

O material usado é uma mistura de plástico e resina de fibra de vidro. Ou seja, trata-se de uma prótese resistente, leve e prática. O projeto precisou de ajustes, pois o ombro de Frankie foi danificado no incidente que a fez perder a pata. O cordão umbilical prendeu a perna dela atrás da cabeça. Sendo assim, a perna parou de receber circulação e o ombro ficou retorcido. 

“Por três dias depois que ela nasceu, foi realmente emocionante. E por cinco semanas ela realmente não engordou, e eles ainda não tinham certeza se ela iria sobreviver”, disse Joey, o dono. A garra de Frankie já emocionava desde cedo. Não haveria nada que ela não pudesse fazer na vida depois daquilo. 

A coisa foi tão séria, que o criador chegou a separar outro filhote para substituir Frankie. O casal já tinha escolhido ficar com ela, mas, caso não sobrevivesse, adquiririam um dos irmãos dela. Esse outro filhote se chama Cedar, e também foi para um lar amoroso após Frankie ficar bem. 

Golden retriever de três patas agora tem quatro patas 

Frankie vive com outra golden retriever, chamada Gabby. Os donos mantêm contato com as famílias que ficaram com os irmãos de Frakie. Um dos cães da casa, outro golden chamado Tucker, morreu de câncer três dias antes de Frankie nascer. Portanto, ela veio também para aquecer corações tristes. 

A melhor amiga de Tucker era a cadela Gabby, de 11 anos. Ela é a anciã da casa e a companhia de Frankie é essencial para a saúde dela. As duas levaram um tempo para se darem bem, pois a falta de Tucker ainda era sentida. Enfim, hoje, são amigas e se amam como irmãs. 

Mais curiosidades: 

Família faz de tudo para salvar gatinho intersexo sem genitais 

Homem foi multado em 5 mil Euros por manter gato selvagem como pet 

Mulher transforma casa em santuário para 26 animais deficientes adotados 

COMPARTILHE Curiosidades no Whats
Gravatar
Jornalista, repórter, produtor, diretor, youtuber, redator, escritor... e gente boa!
Está matéria tem 0 comentários. Seja o primeiro!

Fale o que Você Pensa

*
*