Remédio para piolhos pode matar coronavírus em 48 horas, segundo estudo

Pesquisadores da Austrália podem ter feito uma descoberta de extrema importância. Eles teriam provado em laboratório que um remédio para piolhos pode matar o coronavírus em 48 horas. A substância ivermectina, usada no combate aos parasitas, impediria a multiplicação do vírus e com dose única.

Remédio contra coronavírus
(Foto: engin akyurt)

A análise foi realizada na Universidade de Monash, no Instituto de Descobertas de Biomedicina. O trabalho foi realizado em conjunto com o Instituto de Infecção e Imunidade Peter Doherty, que integra a Universidade de Melbourne, e com o Royal Melbourne Hospital.

Outras curiosidades:

Os testes começaram logo no início da Pandemia pelos pesquisadores Kylie Wagstaff e Leon Caly. Em 2012, já havia sinais do poder antiviral da ivermectina. O professor David Jans, da Universidade de Monash, junto à Dra. Wagstaff, iniciaram os estudos. Ele seguiu na linha de análise por mais de 10 anos.

Remédio para piolhos pode matar coronavírus e outros vírus

Remédio coronavírus
(Foto: Fusion Medical Animation)

Apesar dos resultados animadores, o remédio ainda não pode ser usado em humanos para combate à covid-19. Ainda não foram feitos testes suficientes para mostrar que é seguro em humanos. Mas, em laboratório, as análises teriam tido sucesso.

Na nova etapa, em suma, os especialistas buscarão descobrir a dosagem ideal para testes em humanos. Em resumo, isso deve levar mais algum tempo. Enfim, nesta altura, os esforços são acelerados para tentar provar a eficácia em pessoas o mais rápido possível.

Remédio para piolhos pode matar coronavírus em
Mundo em alerta (Foto: Victor He)

Uma vacina, por exemplo, ainda pode levar muito tempo para ficar pronta, contando a fase de testes em humanos. Sendo assim, encontrar um remédio para quem já está doente é ainda mais urgente.

A ivermectina é um antiparasitário aprovado nos Estados Unidos. O mundo todo usa este medicamento para tratamento de infestação de piolhos de forma segura. Em conclusão, já mostrou eficácia contra outros vírus, como HIV, dengue, influenza e Zica.

Leia também:

Quais são os sintomas do novo coronavírus?

Cães farejadores são treinados para detectar coronavírus em pacientes

Vídeo mostra danos que coronavírus causa aos pulmões

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *