Gatos também sofrem com barulho de fogos de artifício – o que fazer?

Por 16/02/2020
Gatos também sofrem com barulho de fogos de artifício – o que fazer?
COMPARTILHE Curiosidades no Whats

O problema do barulho dos fogos de artifício já não ocorre apenas em épocas festivas. E os gatos também sofrem com este tópico. Sendo assim, não são apenas os cães que precisam de proteção e soluções.

Como proteger os gatos do barulho dos fogos?

Como proteger os gatos do barulho dos fogos? – Foto: George Bonev

Os gatos são animais pacatos, apesar de passarem um ar de caçadores agitados. Eles gostam de rotina, tranquilidade. Os cães são mais empolgados com mudanças e novidades. Os gatinhos são curiosos, certamente, mas não muito interessados em transformações.

Sendo assim, tudo que possa assustar os animais realmente os incomoda muito. Os felinos pulam com qualquer estímulo estranho, não é mesmo? Imagine uma chuva de estouros e pipocos que eles não sabem de onde vem!

Gatos também sofrem com fogos, e cada um reage de uma forma

gatos também sofrem com fogos

Proteja seu gato – Foto: Max Baskakov

No quesito fogos de artifício, os gatos são como pessoas. Ou seja, cada um age de uma forma no momento da queima. Alguns se escondem, outros correm desesperadamente, e há quem tente até fugir.

gatos e fogos de artifício

Gatos podem fugir por medo – Foto: Steffen Petermann

Por outro lado, há gatos que reagem chamando a atenção dos tutores, com miados, por exemplo. Se o bichano buscar ajuda, ajude. Mas, se ele se esconder ou se isolar, é bom ficar de olho, porém, evite contato direto.

Isso, pois um gato assustado pode ferir uma pessoa. Mostre que está ali, perto dele. Isso já o ajudará a se tranquilizar. Se ele encontrou um canto e se escondeu, não tente retirá-lo de lá.

Como proteger os gatos do barulho dos fogos de artifício?

gato escondido

Gatos procurarão um local seguro – Foto: Sindy Strife

Algumas cidades já proibiram as queimas de fogos de artifício, mas a grande maioria dos municípios ainda as permite. Sendo assim, como os gatos também sofrem com o problema, é necessário que algumas mudanças sejam feitas para protegê-los.

  • Deixe a comida e a água perto de onde o gato está escondido. Ele ficará ali por um tempo, mesmo depois da queima, ou seja, cuide para que ele se alimente sem se afastar do local que considera seguro.
  • Retire do caminho tudo que possa machucar o animal ou dar a sensação de que é um obstáculo. Se ele achar que o estão impedindo de se esconder, poderá ficar agressivo.
  • Não brigue ou castigue o gato pela foram como ele age quando há queima de fogos. Isso também vale para os cães. Os animais estão com medo, portanto, tentarão se proteger. Seu dever é os ajudar, e não os recriminar por seus instintos.
  • Mantenha portas e janelas fechadas sempre. Até mesmo as telas podem ser insuficientes no caso de um gato com medo. O animal assustado investirá contra a tela, para tentar fugir. Se ele escapar, pode se machucar ou se perder.

Os gatos também sofrem com fogo de artifício, e esperamos que as informações tenham ajudado. Para mais curiosidades sobre gatos, acesse os links a seguir.

Leia também:

10 benefícios de se ter um gato

5 dicas para ajudar o gato a se adaptar à casa

Maine Coon, a maior raça de gatos do mundo

COMPARTILHE Curiosidades no Whats
Gravatar
Redator e Analista.
Está matéria tem 0 comentários. Seja o primeiro!

Fale o que Você Pensa

*
*