Mulher matou 33 gatos e quatro cães se apresentando como protetora de animais

Por 18/01/2020
Mulher matou 33 gatos e quatro cães se apresentando como protetora de animais
COMPARTILHE Curiosidades no Whats
Este caso acabou conhecido com o da “serial killer” de animais. Foi registrado na capital paulista e acabou com uma condenação a 16 anos de prisão. Foi a primeira vez que a justiça condenou uma pessoa à cadeia por maus-tratos. Antes, as penas eram pagas com serviços comunitários.
mulher matava cães e gatos

Dalva Lina da Silva chegou a ficar um tempo foragida até ser capturada em 2018 e presa. A busca começou após um detetive particular, contratado por uma ONG, ter encontrado corpos de dezenas de animais em sacos plásticos. Os pets mortos estavam em frente à casa da mulher, onde ela afirmava receber cães e gatos abandonados.

Na casa, Dalva dizia que cuidava dos animais e os encaminhava à adoção. Ela negou os crimes e disse que recebia alguns bichinhos doentes, já em estado terminal, e os sacrificava, para acabar com o sofrimento.

matadora de animais

Serial Killer de animais teria cometido maus-tratos seguidos de morte

Os laudos comprovaram que os animais teriam sofrido maus-tratos antes da morte. Objetos cortantes e perfurantes teriam sido usados para causar hematomas e lesões. A perícia ainda determinou que as mortes não foram naturais.

A mulher confessou que usava uma injeção de letal, baseada em anestésicos, nos corações dos pets. Ela não tinha autorização para este tipo de atuação, pois não era veterinária.

mulher assassinava animais

Enfim, o caso ainda gera tristeza e revolta, mas tendo sido registrado anos atrás. E você, já conhecia este macabro capítulo?

Leia também: Cão foi atirando em rio com âncora de 6 quilos amarrada ao pescoço… e sobreviveu

COMPARTILHE Curiosidades no Whats
Gravatar
Jornalista, repórter, produtor, diretor, youtuber, redator, escritor... e gente boa!
Está matéria tem 0 comentários. Seja o primeiro!

Fale o que Você Pensa

*
*