Quem doar sangue regularmente poderá pagar meia-entrada segundo projeto aprovado no senado

Por 26/08/2019
Quem doar sangue regularmente poderá pagar meia-entrada segundo projeto aprovado no senado
COMPARTILHE Curiosidades no Whats

O senado aprovou uma novidade interessantes. O projeto concede meia-entrada a doadores de sangue. Em resumo, quem conseguir comprovar três doações no período de um ano pode usufruir do benefício. Sem dúvida é uma medida que incentivará muita gente a se tornar doador.

Salvar vidas, infelizmente, não é motivo suficiente para que muita gente comece e doar sangue. Sendo assim, este projeto de lei trabalha este ponto, dando mais motivos ao cidadão. Certamente é uma ideia interessante, já que a tal meia-entrada também é um incentivo à cultura.

meia-entrada para doador de sangue

A meia-entrada pode valer em diversos casos
(Foto: Chang Duong/Unsplash)

“Também farão jus ao benefício da meia-entrada os doadores regulares de sangue que comprovem, por meio da apresentação de documento oficial de identidade e de carteira de doador emitida por entidade autorizada pelo Poder Público, a realização de um mínimo de três doações em um período de doze meses”, afirma o texto que atualiza a Lei da Meia-Entrada, de 2013.

O benefício já era concedido a pessoa com deficiência e acompanhantes, estudantes, idosos e jovens entre 15 e 29 anos que comprovem baixa renda.

Projeto concede meia-entrada a doadores de sangue em país com pouca doação

De acordo com o Ministério da Saúde, o número de doadores no Brasil é baixíssimo. Nos dados do órgão, apenas 1,6% da população faz doações regulares. Ou seja, a cada mil habitantes, apenas 16 são doadores.

A maioria das pessoas que doam, são jovens entre 18 e 29 anos, portanto, 42% de toda a população que pode doar.

A proposta é do senador Fabiano Contarato (Rede-ES). O objetivo, em resumo, é aumentar a quantidade de doações no país.

Projeto doação de sangue

Projeto visa incentivar doações
(Foto: LuAnn Hunt/Unsplash)

Leia também:

Substância do espinafre aumenta a força em até três vezes

7 sinais de exaustão emocional e mental

Excesso de exercícios físicos afeta o coração e o fígado

“Esse percentual está abaixo do parâmetro da Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de engajamento de ao menos 4% da população de um país nesse tipo de doação. A escassez é então um grande problema para os bancos de sangue do país, visto que a doação é essencial para a saúde pública”, disse o parlamentar à EBC.

“Por compreender que a doação de sangue é medida crucial para a saúde pública, acredito que o Estado deve sempre buscar os mais variados incentivos para o ato, haja vista que o bem jurídico que aqui se busca promover, a vida, é o mais importante de todos”, defendeu.

O projeto ainda será apurado pela Câmara.

COMPARTILHE Curiosidades no Whats
Gravatar
Redator e Analista.
Está matéria tem 0 comentários. Seja o primeiro!

Fale o que Você Pensa

*
*