Excesso de exercícios físicos afeta o coração e o fígado

Por
04/07/2019
Excesso de exercícios físicos afeta o coração e o fígado
COMPARTILHE

Conseguir criar e obedecer a uma disciplina de exercícios não é fácil. Por outro lado, para algumas pessoas, a dificuldade está e parar de se exercitar. Estudos indicam que exercícios físicos em excesso prejudicam o corpo. As consequências podem ser bem sérias.

O organismo pode sofrer com dores, que não são necessariamente musculares, por exemplo. Sem contar que o sistema imunológico pode ser prejudicado, entre em ação a insônia e até fraqueza. E isso seria o total oposto de se praticar atividades físicas, não é?

(Foto em destaque: Sven Mieke/Unsplash)

A pesquisa é brasileira, realizada por cientistas da USP, de Ribeirão Preto, e da Unicamp, de Limeira. Os especialistas já estudam os efeitos dos exercícios há cerca de 10 anos. A conclusão foi publicada no periódico científico Cytokine.

A FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) apoiou o estudo.

Excesso de exercícios físicos desestabiliza a captação de glicose

excesso de exercícios físicos

Tudo em excesso faz mal
(Foto: John Arano/Unsplash)

Em testes realizados com ratos, foi comprovado que treinos muito intensos causam danos ao corpo. Foram afetados pontos bem preocupantes, como coração, fígado, sistema nervoso e, certamente, os músculos. Ou seja, a atividade é nociva se o descanso não foi respeitado.

Em suma, no excesso de exercícios, os músculos têm dificuldade em absorver glicose, que é essencial, pois é a fonte de energia. Sendo assim, o fígado precisa suprir essa falta.

Em resumo, o fígado começa a acumular glicose quando percebe que o que o corpo tem não é suficiente para a quantidade de exercícios realizada. Como consequência, enfim, acontece também acúmulo de gordura e surgem inflamações no fígado.

O coração também age de forma parecida. A captação de glicose é alterada pelos mesmos motivos, portanto, também acontece um acúmulo de substâncias que não aconteceria em condições normais.

Mas vale lembrar, que os problemas citados acontecem apenas nos casos de excesso de exercícios. Em conclusão fica a dica de ouro. Atividade física é muito benéfica, desde que seja aliada ao descanso e a uma alimentação balanceada.

Leia também:

7 sinais de exaustão emocional e mental

Sexo é um antidepressivo natural

6 sinais de doenças mentais que o corpo dá

Excesso de exercícios

Não se esqueça que falta de exercícios também faz muito mal
(Foto: Bruno Nascimento/Unsplash)

COMPARTILHE
Redator e Analista.
Está matéria tem 0 comentários. Seja o primeiro!

Fale o que Você Pensa

*
*