5 benefícios do contato com a natureza

Os benefícios do contato com a natureza, certamente, vão além do bem-estar e saúde respiratória. Diversos estudos realizados pelo mundo todo mostram diversas vantagens que o verde traz.

Portanto, confira alguns destes benefícios e coloque na sua agenda algumas horas semanais para fugir da selva de pedra.

(Foto em destaque: Steve Halama/Unsplash)

Benefícios do contato com a natureza comprovados pela ciência

A universidade de Deakin, na Austrália, estudou o contato de pessoas com a natureza, e comprovou redução em níveis de estresse, por exemplo. Sintomas de ansiedade e depressão também foram reduzidos.

Na Holanda, médicos de Amsterdã comprovaram que pessoas que moram em regiões rurais ou bem arborizadas têm 21% menos chances de desenvolver depressão.

Belezas naturais beneficiam o corpo e a mente
Belezas naturais beneficiam o corpo e a mente
Foto: Katie Moum/Unsplash

Confira a seguir mais benefícios do contato com a natureza.

1 – Redução do estresse

No Japão, na universidade de Chiba, um estudo de 2010 comprovou que uma prática do país, chamada Shinrin-yoku, traz benefícios reais. Esta prática, em resumo, pode ser traduzida como banho de verde, ou banho de floresta.

Ou seja, as pessoas passam horas em contato com a natureza para ganhar benefícios. O Environmental Health and Preventive Medicine publicou o estudo mostrando a veracidade da informação. Com o tal “banho” os japoneses reduzem os níveis de cortisol, o hormônio do estresse.

2 – Melhora na saúde mental

Cientistas de Harvard realizaram um estudo com 108 mil mulheres. Enfim, os resultados mostraram uma qualidade de saúde mental 30% superior em pessoas que viviam em áreas rurais.

Em complemento, a publicação Health & Place mostrou que só o fato de morar perto de da água, como o mar ou um rio, já faz diferença.

Leia também:

A ciência criou uma fórmula que ensina como ser feliz

Quantas vezes por semana devemos fazer sexo?

8 alimentos que dão energia

O verde é um ótimo remédio
O verde é um ótimo remédio
Foto: Alora Griffiths/Unsplash

3 – Melhora na saúde física

O mesmo estudo de Harvard citado acima mostrou que a taxa de mortalidade é 12% menor para pessoas que vivem em áreas mais arborizadas. As taxas de doenças renais, respiratórias e câncer também são muito menores em pessoas que moram perto da natureza.

4 – Concentração beneficiada

Um estudo publicado no Sage Journals separou três grupos de pessoas. Em resumo, o primeiro grupo ficou no campo, o segundo na cidade, e o terceiro não foi direcionado, ou seja, apenas seguiu a rotina normalmente.

A capacidade de concentração de cada grupo foi testada depois de um tempo. Em suma, o grupo que ficou em contato com a natureza demonstrou muito mais concentração do que os outros.

Outro estudo provou que crianças hiperativas e com transtorno de déficit de atenção ficam mais concentradas após passarem um tempo em áreas verdes, como parques, por exemplo.

5 – Cura

Um hospital sul-coreano decidiu testar formas de reduzir o estresse dos pacientes depois de cirurgias. Isso ajudaria no processo de cura, pois as mentes dos pacientes ficavam muito preocupada com resultados e riscos dos procedimentos. Sendo assim, poderiam eles mesmos retardar a cura.

O estudo foi publicado, e mostrou que os pacientes que receberam plantas nos quartos apresentaram quadros animadores. Os responsáveis pelo estudo distribuíram plantas ornamentais em parte dos quartos para a análise.

Em conclusão, os pacientes nos quartos mais verdes apresentaram melhora na pressão sanguínea, redução no estresse, dor e cansaço e mais positividade quanto ao tratamento.

Fuja da selva de pedra
Fuja da selva de pedra
Foto: Viktor Juric/Unsplash

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *