Tinder para animais conecta pets abandonados a possíveis adotantes

Tinder para animais conecta pets abandonados a possíveis adotantes

Em primeiro lugar vale lembrar que o nome do aplicativo Tinder foi usado apenas para ilustrar o funcionamento das ferramentas e origem das ideias. Dito isso, vamos ao que interessa, certo?

A novidade também pode ser a porta de entrada para o amor, mas de outra forma. Certamente os animais são perfeitas companhias, não só por nos amarem incondicionalmente, como também por encherem o ambiente de boas energias.

Sendo assim, encontrar o animal perfeito é como encontrar o verdadeiro amor. Mas a diferença é que adotar o bichinho perfeito e bem mais fácil, já que todos são perfeitos e cheios de amor.

Outras curiosidades:

Em síntese, foram criados aplicativos que funcionam como o Tinder, dando opções de animais disponíveis para adoção. Conheça alguns.

(Imagem em destaque: kitsanoo/Unsplash)

Tinder para animais é ideia que rendeu vários aplicativos

Acima de tudo, é importante salientar que, no caso, dar vários likes e selecionar muitos animais é ótimo. Quanto mais cães e gatos adotados, menos bichinhos em abrigos.

O aplicativo BarkBuddy, por exemplo, une cães em abrigos a pessoas interessadas em adotar. Por outro lado, este app só está disponível nos Estados Unidos e Canadá.

Com estes aplicativos é bem mais fácil encontrar um amor verdadeiro
Com estes aplicativos é bem mais fácil encontrar um amor verdadeiro
Foto: Ipet Photo/Unsplash

Leia também:

Cachorros entendem as emoções humanas e estudo comprova

Holanda é primeiro país sem cães de rua

Gatos pretos deixam de ser adotados por não serem fotogênicos

Outro que está fazendo sucesso é o MyDoggy, mas também só está disponível em inglês.

Enfim, com as ideias que surgiram lá fora, amantes dos animais no Brasil também já começaram a se mover. Portanto, em breve, já deverão estar funcionando por aqui ideias parecidas.

Psicóloga está criando Tinder para animais no Brasil

Em conclusão, para não decepcionar os interessados por aqui, já adiantamos que as coisas estão andando. Em entrevista à Galileu, a psicóloga Andréia Freias, de 42 anos, afirmou que já conseguiu recursos para tirar uma boa ideia do papel.

Ela já é envolvida na causa animal há anos, ou seja, é perfeita para tocar o projeto. Com base no Tinder, será desenvolvido um aplicativo que colocará à disposição de possíveis adotantes um catálogo de animais abandonados. Abrigos deverão alimentar o programa com listas atualizadas de cães e gatos adotados e aguardando adoção.

Aplicativos ajudam a encontrar lares para cães abandonados
Aplicativos ajudam a encontrar lares para cães abandonados
Foto: Anoir Chafik/Unsplash

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *